Sindicato Dos Servidores Públicos Do Estado De São Paulo

(11) 3106-5098 / 3112-8455
R. Silveira Martins, 53 - Sé
Seg - Sex 09:00 às 17:00

Mesa de debates discute reforma administrativa

  • SISPESP
  • /
  • OUT 2020
  • /
  • 27

Por Comunicação SISPESP

Com apoio do SISPESP (Sindicato dos Servidores Públicos do Estado de São Paulo), será realizada na próxima quarta-feira (28), às 11h, uma mesa de debates para discutir a nociva reforma administrativa (PEC 32/2020). O evento terá as participações de Maria Lucia Fattorelli, auditora fiscal aposentada da Receita Federal e coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida, e do núcleo São Paulo da Auditoria Cidadã da Dívida.

A ACD é uma associação sem fins lucrativos que busca realizar, de forma cidadã, a auditoria da dívida pública brasileira, interna e externa, federal, estaduais e municipais. A organização está à frente da campanha É Hora de Virar o Jogo, que busca mobilizar a sociedade para modificar o modelo econômico atual, calcado no desmonte do Estado em favorecimento ao capital e no fim dos direitos dos trabalhadores e aposentados. Uma das bandeiras desta empreitada, encampada pelo SISPESP, é combater a reforma administrativa que o governo federal tenta emplacar.

“O mercado tem sido muito hábil na propaganda que está insuflando os grandes meios de comunicação para jogar a opinião pública contra os servidores públicos, divulgando que essa PEC 32 vai modernizar, quando nem poderia ser chamada de reforma. Ela corresponde à destruição do estado social conquistado na Constituição de 88. O que nós conhecemos de estado de social de direito, obrigado a prestar serviços de saúde pública e educação universal gratuita, acaba. Essa reforma abre para privatização geral, terceirização geral, demissão com facilidade da maioria dos servidores públicos (federais, estaduais e municipais)”, explica Fattorelli em entrevista ao programa Faixa Livre.

“Por que o Paulo Guedes decretou sigilo das fases 2 e 3? Porque se apresentar agora, não passa. Porque é o desmonte total do Estado. As pessoas precisam ficar alertas em relação a essa propaganda de que o servidor público é o problema do Estado. Olha agora na pandemia, o que teria sido da população se não fosse o serviço público de saúde? O mercado só trabalha para visar lucro, e isso ficou claro durante a pandemia. Que eficiência é essa que joga o trabalhador de volta à escravidão?”, acrescentou a auditora aposentada.

Fatorelli alerta para três pegadinhas:

1 – Não se trata de reforma, destrói. Coloca o Estado para atuar nas sobras, onde o mercado não atua;

2 – A PEC 32 não combate os verdadeiros privilegiados, como os bancos. A maioria dos servidores estaduais e municipais recebe até dois salários mínimos. Em âmbito federal, 80% recebem até R$ 5.000 por mês;

3 – A ideia de modernização é falsa, o mercado não é mais eficiente. Uma coisa que a pandemia escancarou foi a importância do serviço público. O SUS ficou com as portas abertas para atender a população.

 

 

A mesa de debates será transmitida pelo YouTube e o Facebook.

 

Onde assistir:

 

YouTube

https://youtu.be/8KXIcYqeck0

 

Facebook

https://www.facebook.com/auditoriacidada.pagina/live/

 

 

Atendimento

De Segunda à Sexta-Feira das 09:00 às 17:00h

Endereço:

R. Silveira Martins, 53 - Sé
Centro - São Paulo/SP - 01017-010

Telefone:

(11) 3106-5098
(11) 3112-8455

Fliado a:

SISPESP SISPESP

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba as últimas notícias e novidades!


Redes Sociais

Siga-nos se você quiser se manter atualizado sobre o que está acontecendo !!!
2019 © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por DIAPOIO