Notícias

  • OUT

    Presidente do SISPESP faz palestra sobre dívida Pública em seminário sindical

    Seminário foi feito em parceria com CSPB, FESTME-SP e Força Sindical

    Publicado por: SISPESP / Data:8/10/19

     
     
    Texto: Inês Ferreira 
    Fotos: Letícia Longo
     
    O presidente do SISPESP, Lineu Neves Mazano foi um dos palestrantes do Seminário Nacional "Combater a Precariedade para Alcançar Valorização". O evento foi realizado, nos dias 7 e 8 de outubro,  em parceria com a CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil), Força Sindical e FESTME-SP(Federação dos Servidores, Trabalhadores e Funcionários Públicos Municipais do Estado de São Paulo ).
     
    Lineu é também presidente da Fessp-Esp (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado de São Paulo) e diretor da CSPB.
    O seminário teve início com a palestra do deputado federal Paulo Pereira da Silva (Solidariedade), que falou sobre o “Movimento Sindical e a Política”. Em seguida João Domingos, presidente da CSPB, falou sobre “Conjuntura Política/Precarização do Serviço Público”.
     
    André Rodrigues da Silva, dos Sindicatos On Line deu sequência ao evento proferindo a palestra sobre “Sustentabilidade e Movimento Sindical”.  O ciclo de palestras foi encerrado pelo presidente do SISPESP, Lineu Neves Mazano, que falou sobre “Dívida Pública”. 
    O seminário terminou com um debate organizado por Cristina Helena Silva Gomes, presidente da FESTME/SP.
    Ontem, dia 8, o seminário começou com a palestra de João Carlos Juruna, secretário-geral da Força Sindical que falou sobre “Desmonte Sindical e Pluralidade sindical”.
    Depois dele, o presidente da Anfip (Associação dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil em São Paulo), Décio Bruno Lopes proferiu palestra sobre “A Reforma da Previdência”.
    Em seguida Maria Calidone Recchia Bayod falou sobre “ Perda da Estabilidade do Servidor Público”. O seminário encerrou com a palestra do jornalista João Carlos Hoio, que proferiu a palestra “Comunicação sindical nos dias de hoje”.